Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 7 de maio de 2011

Livro do Buda....

12.º “OS DONOS DAVERDADE” - CULLAVIYUHA SUTTA ...........
...........
Interrogante: - Cada pregador, ao expor seu tema predileto, costuma afirmar que, se...........
aderirmos firmemente ao exposto, seremos salvos, mas, se o rejeitarmos, perdidos e condenados.
Disputam os pregadores entre si, chamando-se uns aos outros de “ignorantes” e até mesmo...........
de idiotas. Quem nos há de apontar qual deles seja o certo? Não é possível que todos sejam
autoridades conforme alegam.
Buda: - Se, pelo simples fato de discordar de outrem, alguém é qualificado de “idiota”, nesse...........
caso todas as “autoridades”, eivadas de teorias, seriam idiotas.
Se cada teoria revelasse a verdade e qualificasse o seu expositor como “autoridade”, então...........
todos eles seriam autoridades.
Não espereis ouvir a verdade daquele que chama os outros de “idiota”. Cada um considera a...........
sua própria opinião como “verdadeira” e quem quer que dela discorde é, então, chamado de tolo.
.I. - O que um deles classifica como “verdade” diz um outro ser “falso”., e assim por diante...........
Como pode ser que estejam sempre a discordar, e por que razão não dizem todos eles a mesma
coisa.?
Buda: - A verdade é uma só e, por esse motivo, os sábios nada têm que debater. Mas como...........
cada um desses disputantes tem sua versão pessoal da verdade, as suas contendas são
intermináveis.
I. - Mas como pode ser que cada uma destas autoridades considere a sua versão pessoal...........
como sendo a própria verdade? Poder-se- á confiar, neste caso, que a verdade por eles enunciada
tenha realmente sido a verdade? Ou será que inventam, pura e simplesmente suas teorias?
Buda: - Não existe verdade alguma além da que é fornecida pela percepção sensorial. No...........
exato momento em que te aferras ao conceito de que algo é “verdadeiro”, surge o atrito, porque o
conceito oposto terá, então, que ser rotulado de falso.
Aquele que se deixa iludir pelo que vê e pelo que ouve, pela virtude, por suas vitórias e....sucessos fixa-se em suas idéias e critica os demais.
Ao criticar os outros seu egoísmo se expande e, por se considerar autoridade sem prender-se...........
à crítica, torna-se cada vez mais exagerado.
É aí, então, que, num trasbordamento do autoconceito que de si mesmo faz, jacta-se de ser...........
“um sábio” e acredita serem os seus conceitos irrefutáveis.
,Se alguém o chama de confuso, logo replica “confuso é você”, embora cada qual, a seu turno...........
se considere um “sábio”.
De cada autoridade se há de ouvir a afirmação de que aqueles que seguem uma filosofia...........
diferente da sua não conseguirão jamais atingir a pureza e a perfeição.
Meu método é infalível; é o único que conduz à perfeição”, alardeiam em autopromoção todos”...........
esses pseudo-sábios.
,Tais comentários os expõem a ataques por parte das outras autoridades e...........
consequentemente, há cada vez mais disputas.
Desta forma, essas pessoas (cada qual aferrada a sua teoria predileta) prosseguem em suas...........
altercacões a vida toda.
.Abstei-vos, portanto, de toda e qualquer teorização, com suas inevitáveis disputas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário